Central de Atendimento FIES

Antes de falarmos da Central de Atendimento FIES, saiba que o Fundo de Financiamento Estudantil é um programa do Ministério da Educação (MEC), criado em 1999, e destinado a financiar a graduação no Ensino Superior de estudantes que não têm condições de arcar com os custos de sua formação e estejam regularmente matriculados em instituições não gratuitas, cadastradas no Programa e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC.

Central de Atendimento FIESPara candidatar-se ao FIES os estudantes devem estar regularmente matriculados em instituições de ensino superior privadas, cadastradas no programa, e em cursos com avaliação positiva no SINAES (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior). O Fies é gerenciado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE e operacionalizado pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil.

Veja Também: saiba mais sobre o adiantamento não simplificado do FIES

Todas as operações de adesão das instituições de ensino, bem como de inscrição dos estudantes são realizadas pela internet, o que traz comodidade e facilidade aos participantes, assim como garante a confiabilidade de todo o processo.

Ao entrar em contato e sanar quaisquer dúvidas, é necessário ter seu número de contrato do FIES.

Central de Atendimento FIES –  Internet

Para ter maiores informações, o candidato ao financiamento pode acessar o site do FIES no endereço http://sisfiesportal.mec.gov.br/ e falar diretamente com a ouvidoria do MEC.

Também há a opção de contato do FNDE pelo link http://www.fnde.gov.br/index.php/fale-conosco

Central de Atendimento FIES – Telefone

Se preferir tirar dúvidas e informações sobre o FIES diretamente pela Central de Atendimento FIES no número gratuito  0800 616161.

Veja abaixo um vídeo passa a passo para entrar em contato com a ouvidoria do MEC:

Fies Medicina

Sem dúvidas um dos cursos mais concorridos e difíceis para quem almeja uma vaga em universidade é o de medicina. Quer tentar um financiamento através do Fies? Reunimos em um artigo, todas as informações que você precisa saber para participar e realizar o sonho de concluir o ensino superior na instituição de sua escolha.

Veja Também: saiba mais sobre o SisFies

Fies Medicina – Saiba Mais

As parcelas do Fies Medicina são pagas após o período de carência, sendo que a taxa de financiamento circula em 3,4% ao ano. Dentre os requisitos mínimos para participar, estão inclusos os de qualquer outro curso, tais como:

– Ter participado do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e conseguir a nota mínima indicada para participar do Fies.

– Dependendo da instituição, a aprovação do comitê pode se estender pelo prazo de 10 dias, você precisará encaminhar toda a documentação e encontrar um fiador.

Uma dica muito útil são as simulações através do site SisFies onde o candidato tem acesso aos valores da mensalidade, a fim de se programar para arcar com os custos de moradia e alimentação. Também é possível encontrar a relação completa de cursos oferecidos por muitas universidades através da ferramenta.

A partir do momento em que você o envia a sua proposta de financiamento ele é avaliado, e precisa ser aceito pela instituição no qual possui interesse em estudar.

Fies Medicina

Fies Medicina – Notas de corte e concorrência

Quanto a nota de corte, pode oscilar entre 662 e 788, mas isso depende da instituição e da época no qual você solicita o financiamento. A média em questão foi feita com base no ano de 2016. É possível nas próximas edições a competição fique ainda maior e a concorrência também se amplie. Inicie os seus estudos e preparo com antecedência.

FIES Medicina – Como fazer inscrição?

Ao acessar o site do SisFies, insira o seu CPF, endereço válido e data de nascimento. Os próximos passos são destinados aos dados pessoais e informações sobre a sua renda familiar.

Escolha o banco para fazer o financiamento e confirme os dados de inscrição antes de partir para a última etapa. Todos os seus dados serão apurados pelo CPSA. Assim que o candidato obtiver a resposta, será concedido um prazo de dez dias para encaminhar toda a documentação a instituição.

O abatimento nas prestações do Fies, pode ser feito através da participação do aluno no programa social Saúde da Família. A partir do momento que o tempo de trabalho se torna insuficiente para o pagamento das parcelas, estas serão retomadas para que seja feita a quitação de sua dívida.

Atualmente o Fies trabalha com um tempo de carência de 18 meses.

Mais alternativas para estudar Medicina

Você pode optar por tentar uma vaga no ProUni (Programa de Universidade para Todos). A exemplo das edições anteriores, para conseguir uma boa classificação em Medicina a média na nota de corte requerida ficou em torno de 750 para universidades particulares de boa qualidade.

No ano de 2016 houve um salto com a média de corte variando entre 750 e 780 até o 3º dia de disputa. As notas mais altas nas capitais chegaram a 791,66 pontos em Fortaleza, e a 790,52 em Curitiba.

O ProUni consegue oferecer bolsas que variam de 50% até 100% dependendo da nota do aluno no Enem. No entanto, para concorrer, é necessário comprovar renda não superior a um salário minimo e meio por membro da família. Para as bolsas de 50% a exigência cai para 3 salários.

O cadastro para participar do ProUni deve ser feito através do site oficial: http://siteprouni.mec.gov.br/. Lá você também encontrará mais informações sobre o sistema, requisitos e as datas para os processos seletivos de estudantes, não deixem de conferir. A definição se você pode ou não estudar na instituição de ensino que escolheu e o quanto você se preparou para encarar a concorrência. Em todo o caso, não tenha dúvidas, seja através do Fies ou ProUni o investimento valerá muito a pena.

Simulação FIES de Financiamento

O FIES é um fundo de financiamento estudantil. Um programa criado pelo Governo Federal no final da década de 1990, para incentivar e auxiliar o acesso da população a educação superior, em parceira com o Ministério da Educação (MEC) e os bancos oficiais do país, que são o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

Simulação FIES

Porém, antes de mais nada, lembramos aos estudantes que pretendem cursar uma educação superior em uma instituição privada com ajuda do FIES, que este financiamento não é uma ajuda de custo do governo e sim uma operação financeira que requer responsabilidade e tem taxas de juros a serem pagas, no fim de sua graduação.

Veja Também: saiba mais sobre a Renovação de Adiantamento FIES

O estudante irá contratar crédito como em qualquer outro financiamento. As regras estabelecidas para o financiamento do FIES são bem definidas. A sua taxa de juros é fixa em 3,4% ao ano, e possui  um período de carência de 18 meses, após a conclusão do curso.

O financiamento tem três etapas: utilização, carência e amortização. Ou seja, você deve confirmar o financiamento, atingir o período de carência e depois pagar o financiamento com juros estabelecidos.

Simulação FIES de Financiamento – Saiba Mais

Antes de contratar o FIES, o ideal é simular os valores do financiamento, para saber se o pagamento das prestações não comprometerá uma boa parte da sua renda futuramente. Para realizar a simulação dos valores é muito simples, pois é feita pela internet no simulador disponível no porta do FIES no link http://sisfiesportal.mec.gov.br/simulacao.php.

O candidato ao financiamento também pode utilizar o simulador do FIES da Caixa Econômica Federal, acessando o endereço http://www.fiesnacaixa.com.br/desktop/simulador.php.

Ou ainda pelo site do Banco do Brasil destinado ao FIES no link http://www.bbjovem.com.br/fies.

Faça suas contas e bom estudo.

SisFies

O SisFies é o canal de inscrição para o programa de financiamento estudantil do governo federal. Por meio do site do sistema as instituições mantenedoras (faculdades e universidades participantes do FIES) podem informar os dados cadastrais e financeiros, consultar saldo de CFT-E e extrato de repasse do benefício pela participação do programa, realizar o pagamento de tributos, emitir comprovante de pagamento, solicitar recompra de CFT-E , entre outras operações administrativas.

SisFies Seleção

O SisFies é o canal de comunicação entre quem quer fazer parte do Fies e a seleção do programa. Os interessados em uma vaga nesse processo de seleção precisam ficar de olho no momento em que o governo faz a liberação das possibilidades de financiamentos. A verba disponibilizada pelo Governo Federal é bem limitada, por isso, é preciso ficar de olho no período de inscrição e se apressar para não ficar de fora.

FIES-Como-cancelar-pelo-SISFIES-1

A inscrição funciona por etapas, sendo que a primeira é a chamada pré-seleção, depois a confirmação dos dados e a seleção, para somente no final ter que comparecer na faculdade com a documentação solicitada pelo programa e para que seja concluído o processo. Se a documentação estiver correta o aluno precisa comparecer um outro dia com o fiador e seus documentos para concluir a participação no Fies.

  • Veja Mais: Saiba o valor do reajuste do Juros FIES

Sisfies – Pré-inscrição

O primeiro passo para se cadastrar no SisFies é fazer um pré-cadastro no Sistema de Seleção do Fies (Fies Seleção) e declarar as informações solicitadas por meio do site do sistema. Se for a primeira vez que o aluno participa do cadastro é necessário informar o seu número de Cadastro de Pessoa Física (CPF), data de nascimento, um endereço de e–mail válido e que você acesse sempre, e para finalizar, uma senha para acessar o programa.

Depois de fazer esse primeiro cadastro é necessário confirmar a inscrição por meio de uma mensagem que você vai receber em seu endereço de e–mail, que vai fazer esse pré-cadastro virar um cadastro definitivo para concorrer a uma vaga no programa. Essa validação é muito importante, pois esse e-mail será o meio de comunicação entre o programa e você. Depois de todas as confirmações realizadas no Fies Seleção é que o estudante fará sua inscrição informando seus dados pessoais, do seu curso e instituição.

Cadastro Sisifies

Somente depois de ser pré-selecionado que o estudante deverá acessar o SisFies novamente e efetivar sua inscrição, informando os dados de financiamento a ser contratado. Depois, chegou o momento de validar as suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), na universidade ou faculdade que frequenta. Essa validação precisa ser feita em até 10 dias contados a partir do dia imediatamente posterior ao da conclusão da sua inscrição por meio do sistema.

Após concluir sua inscrição no SisFIES, o estudante deverá validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), em sua instituição de ensino, em até 10 (dez) dias contados a partir do dia imediatamente posterior ao da conclusão da sua inscrição. A Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) é o órgão responsável, na instituição de ensino, pela validação das informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição.

No ato da inscrição no SisFies, o aluno deverá escolher a instituição bancária, assim como a agência de sua preferência, sendo a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil os atuais Agentes Financeiros do Programa.

SisFies – Login

Para fazer o login no programa é necessário acessar o link: http://fiesselecaoaluno.mec.gov.br/usuario-login. Por meio desse link você consegue se candidatar a conquistar um financiamento por meio do Fies. É através desse link que você consegue acompanhar a sua inscrição e saber se foi selecionado para levar a documentação ao CPSA da sua universidade ou faculdade.

Após a seleção ser confirmada os estudantes precisam comparecer a um agente financeiro do Fies no prazo de até 10 dias, contados a partir do terceiro dia útil imediatamente subsequente à data da validação da inscrição pela CPSA da sua faculdade, para formalizar a contratação do financiamento.

Renovação Sisfies

Confira como fazer a renovação de Matrícula e Aditamento do Fies:

– 1° Passo: Aceite o Termo de Acordo

O primeiro passo é aceitar o Termo de Acordo, documento esse que firma o acordo de parceria entre o estudante e a Universidade durante o semestre. Estudantes menores de 18 precisam que os paios ou responsáveis legais preencham o termo e entregue pessoalmente na universidade. Para acessar o termo por meio do site da universidade que você estuda e aceite o termo.

– 2º Passo: Solicitação de Disciplinas

Depois de aceitar o Termo é hora de escolher a disciplina. Acesse o site da sua universidade e faça a escolha das disciplinas.

– 3° Passo: Realização do Aditamento

Agora, acesse o site http://sisfiesportal.mec.gov.br e clique na opção Aditamento de Contrato até a data prevista para o seu atendimento, confirme os dados e se estiverem corretos imprima o Comprovante de Conclusão da Solicitação de Aditamento.

Após a validação acima, você deverá imprimir o Comprovante de Conclusão da Solicitação de Aditamento. Para mais informações acesse: http://sisfiesportal.mec.gov.br.

FIES 2017 ainda vai funcionar? Saiba aqui!

Participar de um curso de graduação é um objetivo de diversas pessoas, mas nem todas possuem as condições financeiras ideais para pagar as mensalidades. Dessa forma o Governo Federal lançou vários programas para ajudar essas pessoas(como o Matricula facil no RJ), e o mais famoso deles é o Fies.

O que é o Fies?

O Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) foi criado em 1976 ainda no regime militar, em 1999 passou por grandes mudanças. Mas foi na década de 2000 que tomou as proporções que tem hoje. Para conseguir uma dessas bolsas o estudante deve participar de um curso aprovado pelo MEC (Ministério da Educação). O Fies proporciona bolsas de 100% para alguns alunos e de 50% para outros.

Novo Governo em 2016

Em 2016 o Brasil passou por um processo de mudança no Governo Federal, o que implicou em diminuição nos valores destinados para os programas de assistência social, como Prouni (Programa Universidade Para Todos), Bolsa Família, Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) e o Fies, com isso surgiram muitas dúvidas em relação a continuidade desses programas. Ao menos para 2017, o Fies está garantido, embora ofereça menos vagas e seja mais complicado o processo seletivo.

Quem poderá solicitar o Fies em 2017?

Poderá participar do Fies as pessoas que realizaram o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no ano anterior e conseguiram ao menos 450 pontos, mas quanto for maior a nota, mais possibilidades de atingir o objetivo. É fundamental nunca ter concluído um curso de ensino superior, e fica dentro da renda mensal exigida. Por tanto, quem cumpre a condição financeira exigida poderá concorrer a uma das bolsas. Embora sofra mudanças para 2017, o Fies continua sendo uma ótima oportunidade para entrar na faculdade, e realizar um curso superior.

Novos juros do Fies

Embora ainda ofereça taxas de juros abaixo dos financiamentos bancários e de outros financiamentos estudantis, o valor cobrado pelo Fies aumentou no último ano. Antes o programa cobrava juros de 3,4%, mas subiu para 6,5%. Para 2017 não deverá acontecer um novo reajuste, que fica para 2018. Lembrando que esse aumento vale para todos os beneficiários, não apenas os novos participantes.

Como se inscrever no Fies?

As inscrições para o Fies acontecem duas vezes por ano, a primeira delas em janeiro e a segunda em junho. Tudo é feito através do site do MEC (Ministério da Educação). Após ser aprovado, o candidato deverá comparecer a instituição onde ganhou o benefício, e comprovar a sua situação financeira, que não pode ser acima de 3 salários mínimos per capita. Muitas pessoas acabam perdendo o direito do benefício por não apresentarem os documentos exigidos.

Renovação do Fies para 2017

O MEC todos os anos abre um período para o aditamento do Fies, que serve para os alunos que já possuem o benefício renovar o vínculo. Os períodos costumam ser prolongados, pois nem todos conseguem realizar a tempo. Mas para 2017 isso também pode ser alterado, os prazos para o aditamento devem ser menores, e não devem ser prolongados.

Bom pessoal, esperamos que as informações tenham sido úteis ok? Quaisquer sugestão só deixar nos comentários!

Cancelamento do FIES

É normal que por algum motivo o estudante possa vir a querer cancelar o FIES. Ao cancelar o financiamento do governo, o estudante passa a arcar com o custo de sua faculdade sozinho. Na maioria das vezes por conseguir uma bolsa de estudos, o estudante opta pelo cancelamento do FIES. Se este for seu caso, saiba que o cancelamento do contrato do FIES e simples e não requer nenhum tipo de exigências. Mas lembre-se, caso você opte pelo cancelamento do FIES, deve estar com todas as pendências quitadas. Existem quatro maneiras de quitar essa dívida. Confira!

  • Veja Também: Saiba como fazer o Cadastro no SisFies

Tudo-Sobre-o-Fies-2015

Cancelamento do FIES – Passo a Passo

1° SisFies Cancelamento pelo site.

  • O cancelamento só estará disponível no site do SisFies entre os dias 1 e 15 de cada mês (exceto junho e dezembro). Neste período, informe CPF e senha para logar, clique em “Encerramento”, opção disponível no centro da tela, depois em “Aditamentos Disponíveis”.
  • Em seguida, clique no semestre disponível em “Referência”, mas saiba que ele muda conforme o último aditamento que você solicitou.

2° Escolha uma das quatro opções para quitar a dívida pelo site

  • Liquidar o contrato no ato do encerramento. Significa pagar tudo de uma vez.
  • Permanecer na fase de utilização. Significa que as fases de utilização, carência e o pagamento trimestral de juros serão mantidas até o final do prazo.
  • Antecipar a fase de carência. Nesse caso, no mês seguinte à assinatura do Termo de Encerramento, você começará a pagar as parcelas trimestrais que só quitaria durante os 18 meses de carência (elas têm o valor de R$ 50).
  • Antecipar a fase de amortização. Aqui você parcela tudo que falta seguindo o prazo de três vezes o tempo que você usou o financiamento, mais um ano.
  • Depois disso, é só clicar em “Gravar e Prosseguir” e depois “Confirmar”.
  • Importante! O cancelamento será feito após o primeiro dia do mês seguinte à solicitação.

3° Vá à agência bancária em que fechou o contrato

  • Assim que confirmar o pedido de cancelamento no Fies, o próprio sistema informará o prazo que você tem para ir ao banco assinar o Termo de Encerramento. Você deverá dirigir-se a agência da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil, na qual foi solicitado o financiamento.
  • Saiba que esta deve ser a mesma agência em que você fechou o contrato, e o fiador tem que ir junto.

Cancelamento FIES de Matrícula

Depois dessas etapas, o Fies está encerrado e a faculdade não receberá mais o pagamento da sua mensalidade pelo sistema. Se você também quiser cancelar a sua matrícula, vá à faculdade para fazer isso. Caso contrário, o pagamento será cobrado de você.

FIES – O que é?

Conseguir cursar uma faculdade e garantir um lugar no mercado, nem sempre é fácil. Quase sempre o valor das mensalidades é bem elevado e, justamente, acaba sendo difícil conseguir um emprego com um “bom” salário para pagar a faculdade, pois, geralmente, os maiores cargos (e salários) exigem formação superior. Mas nem tudo está perdido, pois para esses casos é que surgiu o Fies! Vamos explicar como ele funciona e como é possível se inscrever.

Do que se trata o Fies?

fies (2)Indo direto ao assunto, o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é um dos mais importantes programas estatais voltados ao incentivo da graduação. Todo aluno que se encaixe nos padrões financeiros do programa, pode financiar seus estudos s e posteriormente pagá-los enquanto já inserido no mercado de trabalho, ou seja, uma boa possibilidade para quem deseja utilizar uma instituição de ensino privada.

A financiamento feito pelo programa é dividido em três períodos: utilização, carência e amortização. Durante o curso, na fase de utilização, o aluno vai pagar no máximo R$50 trimestrais, o valor é para o pagamento de juros. A fase de carência acontece com o curso concluído, o aluno passa 18 meses fazendo o mesmo pagamento da fase inicial, R$50 a cada três meses. O Fies tem juros de 3,4% ao ano.

Quem pode participar do programa?

O estudante precisa estar cursando ou passar no vestibular de uma das instituições cadastradas no Fies e fazer a matrícula na carreira. Além disso, a partir de 2011, só poderão participar aqueles que fizeram o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Depois, é necessário fazer a inscrição no programa pela internet e ser aprovado pelo MEC (Ministério da Educação). Atualmente, cerca de 1.150 faculdades participam do Fies.

Durante o curso, o bolsista paga um valor de até R$ 50 a cada três meses. Quando se forma, entra no período de carência de 18 meses, em que não tem que pagar o Fies. É a hora de conseguir um emprego com o diploma e preparar o bolso para pagar o empréstimo.

Quando a carência termina, começa a fase da amortização da dívida. Todo o saldo que o estudante devia é aplicado numa fórmula chamada Tabela Price, que calcula os juros e determina um valor fixo para as parcelas de pagamento.

Não pode se candidatar ao FIES o estudante:

– Cuja matrícula acadêmica esteja em situação de trancamento geral de disciplinas no momento da inscrição.

– Que já tenha sido beneficiado com financiamento do FIES.

– Inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/Creduc).

– Cujo percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com o pagamento da mensalidade seja inferior a 20%.

– Fiadores com restrição no SERASA/SPC, conforme a Circular n°04/2013 do FNDE.

– Cuja renda familiar bruta seja superior a 20 (vinte) salários mínimos.

Conheça as novas regras do Fies

Algumas novas regras sobre o Fies levantaram dúvidas sobre a continuidade do programa, por exemplo, a de que será limitado o número de bolsas do Fies em cada instituição de ensino, a exigência de nota mínima de 450 pontos no Enem, não poder acumular bolsa do Prouni e Fies em diferentes instituições.
Os prazos para renovação de contrato do Fies, e as solicitações do financiamento pela primeira vez, estão mais curtos do que nos anos anteriores além das falhas apresentadas pelo site que impossibilitou milhares de inscrições no Fies. Esses fatores prejudicam os alunos que se matricularam em instituições privadas na confiança de conseguir o Fies, mas as mensalidades já chegaram sem a certeza do benefício.

Como fazer a inscrição do Fies?

Há algum tempo, o sistema de inscrições do FIES mudou e sua inscrição pode ser feita em qualquer data do ano. Não é mais necessário esperar um período de inscrições para fazê-lo. Essas inscrições são feitas no site do Sistema Informatizado FIES, o SisFIES, que pode ser acessado através do endereço http://sisfiesportal.mec.gov.br/. Em primeiro lugar, entre no site do sistema e clique em Inscrições. Lá você verá um pequeno formulário para ser preenchido com os seus dados, que são o seu CPF, sua data de nascimento e seu e-mail.

Conclusão

Pois é caros leitores e leitoras, espero que tenham curtido essas informações e que consigam se qualificar para esse mercado que anda tão concorrido, e que tenha ficado claro como funciona o fies . O fato dos juros serem baixos é que o destaca entre outros programas da educação, fazendo o FIES a melhor opção.

Dúvidas e sugestões podem deixar nos comentários, até a próxima!

FIES: veja o que mudou para 2016

O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) passou por momentos de tensão em 2015. Desde sua criação, o foco é proporcionar aos universitários condições de cursar a graduação.

Com isso, parte da responsabilidade é do Governo, que financia as mensalidades em faculdades. E com as alterações impostas ainda neste ano, o FIES de 2016 terá algumas novidades.

O que muda no FIES 2016?

Entre as principais mudanças impostas pelo Ministério da Educação (MEC) está a obrigatoriedade de o aluno ter obtido nota mínima de 450 no ENEM e não ter zerado a redação. Anteriormente, era exigido apenas que o aluno tivesse realizado o exame.

fies 2016

Outra mudança está relacionada à renda familiar. Até então, o MEC exigia até 20 salários mínimos. A partir de 2016, o limite per capita é de 2,5 salários mínimos.

Além disso, o FIES do próximo ano dará prioridade para alguns cursos e regiões do Brasil. Engenharias, formação de professores e saúde são cursos prioritários. O que até então não existia, tudo era nivelado.

E as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste passarão a ter prioridade. Ou seja, se você é aluno dessas áreas e deseja ingressar na faculdade, o caminho estará mais curto.

FIES 2016 – Critérios de pagamento

As mudanças do FIES não se restringem ao que foi dito no parágrafo anterior. O prazo de pagamento do financiamento passa a ser de três vezes a duração do curso. A regra anterior estimava que até 2010 seria de duas vezes.

E o que tem incomodado os universitários é o de a faculdade oferecer descontos de até 5%. A regra das edições passadas possibilitava ao estudante pagar a mensalidade mais barata na instituição de ensino.

Desempate

Por fim, o MEC também anunciou mudanças nos critérios de desempate para o ingresso no FIES. Quem obtiver a nota mais alta na redação e nas provas de Linguagens e Tecnologias terá vantagem sobre os demais concorrentes.

FIES – Saiba mais

O programa de financiamento estudantil foi criado em 1999 no governo Fernando Henrique Cardoso. Mas somente com Lula a entrada para o FIES foi ampliada. Já no governo Dilma Rousseff, o financiamento atingiu a marca de 24%.

O FIES é diferente do PROUNI (Programa Universidade para Todos). Enquanto este atua apenas dando bolsas integrais ou parciais, o FIES permite o financiamento integral do curso. A quitação da dívida do estudante será feita após a conclusão da graduação.

O financiamento é feito pela Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. Todo o processo é realizado a internet – o que neste ano causou problemas para os estudantes. Muitos não conseguiram renovar o contrato e acabaram perdendo a ajuda do governo.

As mudanças impostas pelo MEC são motivadas pela crise econômica. Os cortes sofridos pela Caixa afetaram diretamente a educação e habitação, carros-chefes.

Como Funciona o FIES?

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação, criado em 1999, pelo Governo Federal. Ele é destinado a financiar a graduação superior de estudantes matriculados em instituições privadas. Podem recorrer ao financiamento os estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação.

fies (1)

FIES – Quando Começou?

Em 2010 o FIES passou a funcionar em um novo formato. O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) passou a ser o Agente Operador do Programa e os juros caíram para 3,4% ao ano. Além disso, passou a ser permitido ao estudante solicitar o financiamento em qualquer período do ano. O financiamento do FIES é concedido pelos dois bancos oficiais do programa, que são a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. Lembrando que o financiamento exige fiador, com exceção em quadros específicos, descritos no ato da inscrição.

Percentual e Renda do FIES

O percentual mínimo de financiamento pelo FIES é de 50% do valor dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino. Já o percentual máximo, para estudantes com renda familiar mensal bruta de até 10 salários mínimos, pode chegar a 100% de financiamento. Para estudantes com renda familiar superior a 10 salários mínimos e menor ou igual a 15 salários mínimos, é de até 75% de financiamento.

Inscrições do FIES

As inscrições são feitas exclusivamente pelo Sistema Informatizado do FIES (SisFIES), disponível para acesso no site http://sisfiesportal.mec.gov.br/. O estudante poderá fazer a inscrição em qualquer período do ano, de janeiro a junho, para o financiamento relativo ao 1º semestre, e de julho a dezembro, para o financiamento relativo ao 2º semestre do ano.

Para os estudantes que concluíram o ensino médio a partir do ano letivo de 2010 e queiram solicitar o FIES, deverão ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2010 ou ano posterior.

Isenção do FIES

Estarão isentos da exigência do ENEM os professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes do quadro de pessoal permanente de instituição pública, regularmente matriculados em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

O FIES só financia os cursos de graduação com conceito maior ou igual a 03 (três) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), das instituições participantes. Os cursos que ainda não possuam avaliação no SINAES e que estejam autorizados para funcionamento, segundo cadastro do MEC, também poderão participar do Programa.

Quem NÃO pode solicitar o FIES?

É vedada a inscrição no FIES a estudante:

  • Cuja matrícula acadêmica esteja trancada no momento da inscrição;
  • Que já tenha sido beneficiado com financiamento do FIES;
  • Inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC);
  • Cujo percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita seja inferior a 20% (vinte por cento);
  • Cuja renda familiar mensal bruta seja superior a 20 (vinte) salários mínimos.

O QUE É SISU? Entenda como Participar

Sistema de Seleção unificada, o SISU é um programa que seleciona estudantes para ocuparem vagas nas redes federais e nas estaduais. Ele tem sido muito importante na educação brasileira, principalmente para as pessoas de baixa renda.

Resultado-do-Sisu-2015

Você pode usar o Sisu para concorrer as vagas dos vestibulares 2016. Primeiramente para participar do Sisu você precisa fazer o Enem, por que você usa a nota do mesmo para se inscrever no programa e concorrer as vagas.

Mais um programa que facilita a entrega do estudante no ensino superior, através do SISU muitos conseguiram entrar no tão sonhado curso e tudo isso sem nenhum custo. Caso você tenha interesse em participar descubra o que é Sisu e veja como se inscrever.

O que é Sisu?

Agora que você já sabe o que é Sisu provavelmente já imaginou como o mesmo é bem concorrido, e ele realmente é mesmo. Programas que ajudam a entregar na faculdade federal e estadual realmente são muito concorridos, e com esse não seria diferente.

Conforme mencionado anteriormente o Sisu precisa da nota do Enem, e o seu primeiro passo é ter um bom resultado no Enem para poder usar a nota dele. Tendo uma boa nota você se inscreve no Sisu e concorre uma bolsa.

No ultimo ano tivemos mais de 128 instituições cadastradas no programa e que ofereçam vagas para os diversos cursos de nível superior. Isso é muito importante para que o jovem encontre a oportunidade que tanto procura.

Veja Também: Saiba como fazer sua inscrição no Idiomas sem Fronteiras

Sisu – Como Participar?

Através do Sisu você pode pleitear uma vaga em uma instituição federal ou estadual, o que é um sonho para muitos jovens. É indispensável que você tenha feito o Enem para concorrer as vagas do Sisu, logo, não se esqueça de se inscrever.

Algumas instituições de ensino reservam vagas para o programa Sisu, essa reserva varia muito de instituição para instituição, e de curso para curso. Cabe ao aluno interessado ver qual delas oferece o curso que ele deseja, de acordo com a localidade e outros fatores que influenciam.

Inscrições no Sisu

Você pode realizar sua inscrição no Sisu por meio eletrônico. No ato da inscrição você informrá os dados do Enem, pois os cadastros ficam vinculados, por isso que foi mencionado a importância de se obter um bom resultado nesse exame, a nota dele é o fator determinante para que você ganhe uma bolsa.

Acesse e faça sua inscrição: http://sisu.mec.gov.br/

Muitas instituições de ensino adotam a nota mínima para selecionar os concorrentes as vagas. Como se fosse uma nota de corte mesmo, onde o aluno tem que passar por ela para poder concorrer a uma vaga. Essa nota varia conforme cada instituição, não deixe de verificar essa informação na que você for concorrer a uma vaga.