Juros Fies: Valor, Reajuste

Juros Fies: Valor, Reajuste. Desde que o Fies foi lançado em 1999 até 2006 os juros anuais eram de 9%, porém como era um programa de incentivo ao estudo visando sempre o menor valor para o estudante em outubro de 2006 foi abaixado para 3,5% até 6,5%, este valor foi mantido até agosto de 2009. Então desde março de 2010 até hoje a taxa não passava de 3,4%.

Ajuste Juros FIES

A nova regulamentação houve novamente um ajuste para 6,5% ao ano. A justificativa do governo é que estão em busca de sustentabilidade e estabilidade financeira do serviço para que novos alunos futuramente possam ser inseridos no incentivo, para isso é necessária um contribuição maior por meio dos alunos. Além disso estão em busca de o reajuste seguir a atual situação financeira do país.

publicidade

Juros Fies

Outra mudança foi no teto familiar do aluno que pode ingressar no programa, antes a família poderia ter até 20 salários mínimos para sustentar a residência, no momento diminuiu para 2,5 salários mínimos por pessoa da casa.

  • Veja Também: Saiba mais sobre o SisFies

Reajuste Fies

A explicação da diminuição é que o programa é para famílias de baixa renda, e subentende-se que uma família com 20 salários pode tranquilamente arcar com a responsabilidade do ensino superior. Em estudo foi comprovado que mais de 90% da população está dentro da nova regra.

Uma outra regra é que a instituição que aceitar o fies deve proporcionar ao aluno 5% de desconto na mensalidade, antes o estudante pagava o valor mais baixo que a instituição proporcionava ao curso escolhido. A explicação é que esta é uma forma de controlar um pouco o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), com esta nova medida foi gerado mais 3 mil vagas para novos estudantes.

Juros FIES – Sobre o Programa Fies

Hoje o Fies – Financiamento Estudantil – é bastante recorrido para estudantes de baixa renda que não conseguiram o desconto necessário pelo Enem, dificultando o ingresso ao ensino superior. O estudante tem até 3 vezes a duração do curso para terminar de pagar o financiamento, que antes era de apenas 2 vezes. Ou seja, se o estudante faz engenharia (um curso de duração de 5 anos), tem até 15 anos para terminar de pagar.

publicidade