FIES 2017 ainda vai funcionar? Saiba aqui!

Participar de um curso de graduação é um objetivo de diversas pessoas, mas nem todas possuem as condições financeiras ideais para pagar as mensalidades. Dessa forma o Governo Federal lançou vários programas para ajudar essas pessoas(como o Matricula facil no RJ), e o mais famoso deles é o Fies.

O que é o Fies?

O Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) foi criado em 1976 ainda no regime militar, em 1999 passou por grandes mudanças. Mas foi na década de 2000 que tomou as proporções que tem hoje. Para conseguir uma dessas bolsas o estudante deve participar de um curso aprovado pelo MEC (Ministério da Educação). O Fies proporciona bolsas de 100% para alguns alunos e de 50% para outros.

Novo Governo em 2016

Em 2016 o Brasil passou por um processo de mudança no Governo Federal, o que implicou em diminuição nos valores destinados para os programas de assistência social, como Prouni (Programa Universidade Para Todos), Bolsa Família, Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) e o Fies, com isso surgiram muitas dúvidas em relação a continuidade desses programas. Ao menos para 2017, o Fies está garantido, embora ofereça menos vagas e seja mais complicado o processo seletivo.

Quem poderá solicitar o Fies em 2017?

Poderá participar do Fies as pessoas que realizaram o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no ano anterior e conseguiram ao menos 450 pontos, mas quanto for maior a nota, mais possibilidades de atingir o objetivo. É fundamental nunca ter concluído um curso de ensino superior, e fica dentro da renda mensal exigida. Por tanto, quem cumpre a condição financeira exigida poderá concorrer a uma das bolsas. Embora sofra mudanças para 2017, o Fies continua sendo uma ótima oportunidade para entrar na faculdade, e realizar um curso superior.

Novos juros do Fies

Embora ainda ofereça taxas de juros abaixo dos financiamentos bancários e de outros financiamentos estudantis, o valor cobrado pelo Fies aumentou no último ano. Antes o programa cobrava juros de 3,4%, mas subiu para 6,5%. Para 2017 não deverá acontecer um novo reajuste, que fica para 2018. Lembrando que esse aumento vale para todos os beneficiários, não apenas os novos participantes.

Como se inscrever no Fies?

As inscrições para o Fies acontecem duas vezes por ano, a primeira delas em janeiro e a segunda em junho. Tudo é feito através do site do MEC (Ministério da Educação). Após ser aprovado, o candidato deverá comparecer a instituição onde ganhou o benefício, e comprovar a sua situação financeira, que não pode ser acima de 3 salários mínimos per capita. Muitas pessoas acabam perdendo o direito do benefício por não apresentarem os documentos exigidos.

Renovação do Fies para 2017

O MEC todos os anos abre um período para o aditamento do Fies, que serve para os alunos que já possuem o benefício renovar o vínculo. Os períodos costumam ser prolongados, pois nem todos conseguem realizar a tempo. Mas para 2017 isso também pode ser alterado, os prazos para o aditamento devem ser menores, e não devem ser prolongados.

Bom pessoal, esperamos que as informações tenham sido úteis ok? Quaisquer sugestão só deixar nos comentários!

Fies Adiantamento não Simplificado

Fies Adiantamento não SimplificadoFies Adiantamento não Simplificado são aqueles contratos que exigem documentações específicas, isso ocorre quando os documentos previamente apresentados possuem falhas, ou não são aceitos pela instituição financiadora. O banco precisa de uma garantia total de pagamento, pois será de sua responsabilidade o custo pelo curso do aluno. É claro que após o financiamento ser concedido, assim como em qualquer outro financiamento, o financiamento estudantil também pode ser revogado pela instituição bancária, caso o beneficiado não esteja cumprindo com o pagamento.

O adiantamento não simplificado Fies implica na apresentação de alguns documentos comprovantes da atual situação do estudante, como por exemplo, a regularidade de matrícula do candidato, o comprovante de rendimento do fiador, dentre outras coisas.

Adiantamento Simplificado no FIES

O Adiantamento Simplificado se dá através de documentação solicitada em qualquer tipo de inscrição, e que não tenham qualquer tipo de restrição ou pendência que faça com que o banco rejeite as informações em um primeiro momento.

Após a conclusão de todas as exigências do Fies, o estudante estará apto a assinar o contrato e deverá pagar a cada três meses uma quantia de no máximo R$50,00 que são referentes aos juros do financiamento. Ao final do curso, o aluno terá ainda 18 meses até que passe a arcar com as parcelas mensais do Fies e, assim, de fato começar a pagar pelo curso superior. Fique sempre atento ao aditamento Fies, com toda a documentação em mãos ficará mais fácil ser beneficiado pelo Fies.

Fies Adiantamento não Simplificado – O que é FIES

Inscrições FIES

Aditamento Não Simplificado Fies – Saiba mais

O significado do termo aditamento explica o ato de aditar, acrescentar ou suplementar novos dados aos que já haviam sido acordado inicialmente. É sinônimo de acrescentamento e adscrição. O termo aditamento Fies é utilizado sempre para poder indicar o acréscimo de informações a um documento pré-definido, com o objetivo de esclarecer alguma situação ou inserir novos dados. Por exemplo, aditamento de uma norma, aditamento de um convênio ou aditamento do contrato Fies.

O aditamento não simplificado Fies se trata daquele com modificações mais complexas, com alterações nos valores e em eventuais informações. Inicialmente o estudante deve seguir os mesmos passos do aditamento simplificado, inicialmente acessando o SisFies em até vinte dias após a solicitação da CPSA e confirmar os dados no sistema, caso estejam todos corretos.

Após fazer a retirada do DRM, o aluno precisa comparecer ao banco onde fará o contrato Fies, acompanhado do seu representante legal e do fiador caso o estudante já possua o seu, para formalizar aditamentos não simplificados no prazo de até dez dias, que começam a ser contados a partir do terceiro dia útil após a confirmação da solicitação de aditamento.

publicidade

Juros Fies: Valor, Reajuste

Juros Fies: Valor, Reajuste. Desde que o Fies foi lançado em 1999 até 2006 os juros anuais eram de 9%, porém como era um programa de incentivo ao estudo visando sempre o menor valor para o estudante em outubro de 2006 foi abaixado para 3,5% até 6,5%, este valor foi mantido até agosto de 2009. Então desde março de 2010 até hoje a taxa não passava de 3,4%.

Ajuste Juros FIES

A nova regulamentação houve novamente um ajuste para 6,5% ao ano. A justificativa do governo é que estão em busca de sustentabilidade e estabilidade financeira do serviço para que novos alunos futuramente possam ser inseridos no incentivo, para isso é necessária um contribuição maior por meio dos alunos. Além disso estão em busca de o reajuste seguir a atual situação financeira do país.

publicidade

Juros Fies

Outra mudança foi no teto familiar do aluno que pode ingressar no programa, antes a família poderia ter até 20 salários mínimos para sustentar a residência, no momento diminuiu para 2,5 salários mínimos por pessoa da casa.

  • Veja Também: Saiba mais sobre o SisFies

Reajuste Fies

A explicação da diminuição é que o programa é para famílias de baixa renda, e subentende-se que uma família com 20 salários pode tranquilamente arcar com a responsabilidade do ensino superior. Em estudo foi comprovado que mais de 90% da população está dentro da nova regra.

Uma outra regra é que a instituição que aceitar o fies deve proporcionar ao aluno 5% de desconto na mensalidade, antes o estudante pagava o valor mais baixo que a instituição proporcionava ao curso escolhido. A explicação é que esta é uma forma de controlar um pouco o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), com esta nova medida foi gerado mais 3 mil vagas para novos estudantes.

Juros FIES – Sobre o Programa Fies

Hoje o Fies – Financiamento Estudantil – é bastante recorrido para estudantes de baixa renda que não conseguiram o desconto necessário pelo Enem, dificultando o ingresso ao ensino superior. O estudante tem até 3 vezes a duração do curso para terminar de pagar o financiamento, que antes era de apenas 2 vezes. Ou seja, se o estudante faz engenharia (um curso de duração de 5 anos), tem até 15 anos para terminar de pagar.

Cancelamento do FIES

É normal que por algum motivo o estudante possa vir a querer cancelar o FIES. Ao cancelar o financiamento do governo, o estudante passa a arcar com o custo de sua faculdade sozinho. Na maioria das vezes por conseguir uma bolsa de estudos, o estudante opta pelo cancelamento do FIES. Se este for seu caso, saiba que o cancelamento do contrato do FIES e simples e não requer nenhum tipo de exigências. Mas lembre-se, caso você opte pelo cancelamento do FIES, deve estar com todas as pendências quitadas. Existem quatro maneiras de quitar essa dívida. Confira!

  • Veja Também: Saiba como fazer o Cadastro no SisFies

Tudo-Sobre-o-Fies-2015

Cancelamento do FIES – Passo a Passo

1° SisFies Cancelamento pelo site.

  • O cancelamento só estará disponível no site do SisFies entre os dias 1 e 15 de cada mês (exceto junho e dezembro). Neste período, informe CPF e senha para logar, clique em “Encerramento”, opção disponível no centro da tela, depois em “Aditamentos Disponíveis”.
  • Em seguida, clique no semestre disponível em “Referência”, mas saiba que ele muda conforme o último aditamento que você solicitou.

2° Escolha uma das quatro opções para quitar a dívida pelo site

  • Liquidar o contrato no ato do encerramento. Significa pagar tudo de uma vez.
  • Permanecer na fase de utilização. Significa que as fases de utilização, carência e o pagamento trimestral de juros serão mantidas até o final do prazo.
  • Antecipar a fase de carência. Nesse caso, no mês seguinte à assinatura do Termo de Encerramento, você começará a pagar as parcelas trimestrais que só quitaria durante os 18 meses de carência (elas têm o valor de R$ 50).
  • Antecipar a fase de amortização. Aqui você parcela tudo que falta seguindo o prazo de três vezes o tempo que você usou o financiamento, mais um ano.
  • Depois disso, é só clicar em “Gravar e Prosseguir” e depois “Confirmar”.
  • Importante! O cancelamento será feito após o primeiro dia do mês seguinte à solicitação.

3° Vá à agência bancária em que fechou o contrato

  • Assim que confirmar o pedido de cancelamento no Fies, o próprio sistema informará o prazo que você tem para ir ao banco assinar o Termo de Encerramento. Você deverá dirigir-se a agência da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil, na qual foi solicitado o financiamento.
  • Saiba que esta deve ser a mesma agência em que você fechou o contrato, e o fiador tem que ir junto.

Cancelamento FIES de Matrícula

Depois dessas etapas, o Fies está encerrado e a faculdade não receberá mais o pagamento da sua mensalidade pelo sistema. Se você também quiser cancelar a sua matrícula, vá à faculdade para fazer isso. Caso contrário, o pagamento será cobrado de você.

Limites de Vagas Fies

Todos os semestres o programa Fies libera diversas vagas para os alunos da rede privada de ensino superior, esta é a forma de alunos carente completarem seus estudos e estarem prontos para o mercado de trabalho. Porém há um limite de vagas Fies.

O financiamento estudantil é a melhor forma nos dias de hoje para concluir o ensino superior. Diversas instituições já aderiram ao programa desde a sua criação em 1999 no governo do então presidente FHC. O programa abrange qualquer curso da rede privada de ensino superior, apesar se algumas regras instituídas desde o primeiro semestre deste ano (priorizando cursos de licenciatura, engenharia e área da saúde).

Limites de Vagas Fies

Benefício Fies: Como conseguir?

O aluno deve entrar no site do programa e fazer o pedido de financiamento, é preciso de um fiador para que se tenha uma caução caso o aluno não consiga quitar o financiamento no prazo estipulado (até 3 vezes da duração do curso). Os juros também modificaram este ano, foram de 3,4% ao ano para 6,5% ao ano.

As instituições tem limites de vagas para alunos financiados, valor este que é estipulado pelo MEC. As instituições com notas 4 e 5 tem prioridade na liberação do financiamento estudantil, e as instituições tem de oferecer 5% de desconto para os alunos do programa, assim o governo federal vê uma forma de economizar o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) proporcionando assim mais vagas para novos estudantes.

Novas regras do FIES

As novas regras abrangem também estudantes beneficiados pelo Prouni, sendo que o financiamento pode ser usado para completar o valor do curso, já que é fornecido financiamento de 50% ou 100%. Os estudantes solicitantes tem de ter o Prouni mesmo caso queira financiamento de 100%, tendo de ter obtido mais de 450 pontos na prova e não ter zerado na redação.

É a melhor forma nos dias de hoje de ingressar no ensino superior e mais e mais estudantes estão recorrendo ao Fies, só assim para garantir um futuro de conforto, segurança e qualidade de vida. As inscrições começam dia 3 de agosto e duram 3 dias (até o dia 6 de agosto).

Mestrado Fies

Mestrado Fies. Uma novidade do Fies para este ano é o financiamento estudantil para quem deseja fazer mestrado. A modalidade era muito procurada, por este motivo serão liberadas mais de 30 mil bolsas de estudos pelo Brasil inteiro em 170 instituições de ensino.

O critério principal para a liberação é a instituição que se deseja curso deve ser credenciada pelo MEC.

Mestrado Fies

FIES Mestrado

A novidade não abrange cursos a distancia e nem graduações latu sensu e funciona da mesma forma que para as graduações de bacharelado e licenciatura. O estudante precisa acessar ao site do Fies e fazer seu cadastro, após a liberação e comprovação de dados o estudante paga apenas uma taxa de manutenção de R$50,00 a cada três meses. O estudante tem até 18 meses para começar a pagar e até 3 vezes a duração do curso para quitar o financiamento.

É importante verificar previamente se a instituição que o estudante quer participar está credenciada ao MEC e se já aderiu ao novo programa. Mais uma vez, o governo federal está em busca de auxiliar estudantes de baixa renda a concluírem seus estudos e garantir um futuro melhor para ele e sua família.

FIES Novas Regras

Com as novas mudanças das regras do programa, o fies está em busca de beneficiar mais e mais estudantes da rede privada de ensino superior, em busca de formar profissionais capacitados e esta é a chance de muitos fazerem seu mestrado.

O novo regulamento prioriza intuições com media 4 ou 5 no MEC e estudos para professores (e futuros professores), área da saúde e engenharia. Além disso a região Norte, Nordeste e Centro Oeste também recebem privilégios.

O estudante pode solicitar o financiamento a qualquer momento dos estudos e pode parcelar o valor total no final do curso. No próprio site do fies possui todas as informações necessárias para o estudante e o passo a passo para conseguir o beneficio.

Fies Guia de Estudante

O programa do Fies – Financiamento Estudantil – foi criado no ano de 1999, com intuito de ajudar jovens com pouca ou nenhuma condição de pagar por uma mensalidade de um curso superior, a financiar o estudo. Fies Guia de Estudante – Com o financiamento o estudante pode terminar os estudos tranquilamente e tem até 18 meses para começar a pagar e até 3 vezes o tempo do curso para quitar. Por exemplo, se é um curso de engenharia (que na maioria das vezes demora 5 anos para conclusão), o estudante tem até 15 anos para quitar a dívida.

Fies Guia de Estudante

O programa passou por uma reformulação no ultimo ano e contou com algumas mudanças para melhor, é claro! O estudante morador (ou que deseja estudar) da região Norte, Nordeste e Centro Oeste tem prioridade na liberação do financiamento. Além disso os juros são de apenas 6,5% ao ano.

Solicitar Benefício Fies

Basta acessar ao site do Fies, preencher os formulários lá propostos com informações socioeconômicas e da instituição, além disso é possível escolher o financiamento de 50% ou 100% do valor do curso. Após o preenchimento basta aguardar a liberação vinda pelo MEC e pela instituição de ensino.

Após a liberação pelas instituições é preciso comprovar os dados dispostos nos formulários, com a nova regra, a renda familiar do estudante não pode ultrapassar 2,5 salários mínimos per capita da residência. Todo semestre é necessário o processo de aditamento, uma espécie de renovação de contrato, e o estudante só precisa arcar a cada 3 meses o pagamento de uma parcela de manutenção de apena R$50,00, abatidos do valor final do curso.

Como funciona o benefício Fies?

O beneficio pode ser solicitado a qualquer momento do curso e pode ser rescindido também. Para estudantes que possuem bolsa parcial pelo Prouni, também podem solicitar o beneficio para completar o valor do curso. O estudante que pretende fazer o programa, solicitando 50% ou 100% o aluno precisa ter feito a ultima edição do Enem, ter tirado mais de 450 pontos na prova e não ter zerado na redação.

FIES – O que é?

Conseguir cursar uma faculdade e garantir um lugar no mercado, nem sempre é fácil. Quase sempre o valor das mensalidades é bem elevado e, justamente, acaba sendo difícil conseguir um emprego com um “bom” salário para pagar a faculdade, pois, geralmente, os maiores cargos (e salários) exigem formação superior. Mas nem tudo está perdido, pois para esses casos é que surgiu o Fies! Vamos explicar como ele funciona e como é possível se inscrever.

Do que se trata o Fies?

fies (2)Indo direto ao assunto, o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é um dos mais importantes programas estatais voltados ao incentivo da graduação. Todo aluno que se encaixe nos padrões financeiros do programa, pode financiar seus estudos s e posteriormente pagá-los enquanto já inserido no mercado de trabalho, ou seja, uma boa possibilidade para quem deseja utilizar uma instituição de ensino privada.

A financiamento feito pelo programa é dividido em três períodos: utilização, carência e amortização. Durante o curso, na fase de utilização, o aluno vai pagar no máximo R$50 trimestrais, o valor é para o pagamento de juros. A fase de carência acontece com o curso concluído, o aluno passa 18 meses fazendo o mesmo pagamento da fase inicial, R$50 a cada três meses. O Fies tem juros de 3,4% ao ano.

Quem pode participar do programa?

O estudante precisa estar cursando ou passar no vestibular de uma das instituições cadastradas no Fies e fazer a matrícula na carreira. Além disso, a partir de 2011, só poderão participar aqueles que fizeram o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Depois, é necessário fazer a inscrição no programa pela internet e ser aprovado pelo MEC (Ministério da Educação). Atualmente, cerca de 1.150 faculdades participam do Fies.

Durante o curso, o bolsista paga um valor de até R$ 50 a cada três meses. Quando se forma, entra no período de carência de 18 meses, em que não tem que pagar o Fies. É a hora de conseguir um emprego com o diploma e preparar o bolso para pagar o empréstimo.

Quando a carência termina, começa a fase da amortização da dívida. Todo o saldo que o estudante devia é aplicado numa fórmula chamada Tabela Price, que calcula os juros e determina um valor fixo para as parcelas de pagamento.

Não pode se candidatar ao FIES o estudante:

– Cuja matrícula acadêmica esteja em situação de trancamento geral de disciplinas no momento da inscrição.

– Que já tenha sido beneficiado com financiamento do FIES.

– Inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/Creduc).

– Cujo percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com o pagamento da mensalidade seja inferior a 20%.

– Fiadores com restrição no SERASA/SPC, conforme a Circular n°04/2013 do FNDE.

– Cuja renda familiar bruta seja superior a 20 (vinte) salários mínimos.

Conheça as novas regras do Fies

Algumas novas regras sobre o Fies levantaram dúvidas sobre a continuidade do programa, por exemplo, a de que será limitado o número de bolsas do Fies em cada instituição de ensino, a exigência de nota mínima de 450 pontos no Enem, não poder acumular bolsa do Prouni e Fies em diferentes instituições.
Os prazos para renovação de contrato do Fies, e as solicitações do financiamento pela primeira vez, estão mais curtos do que nos anos anteriores além das falhas apresentadas pelo site que impossibilitou milhares de inscrições no Fies. Esses fatores prejudicam os alunos que se matricularam em instituições privadas na confiança de conseguir o Fies, mas as mensalidades já chegaram sem a certeza do benefício.

Como fazer a inscrição do Fies?

Há algum tempo, o sistema de inscrições do FIES mudou e sua inscrição pode ser feita em qualquer data do ano. Não é mais necessário esperar um período de inscrições para fazê-lo. Essas inscrições são feitas no site do Sistema Informatizado FIES, o SisFIES, que pode ser acessado através do endereço http://sisfiesportal.mec.gov.br/. Em primeiro lugar, entre no site do sistema e clique em Inscrições. Lá você verá um pequeno formulário para ser preenchido com os seus dados, que são o seu CPF, sua data de nascimento e seu e-mail.

Conclusão

Pois é caros leitores e leitoras, espero que tenham curtido essas informações e que consigam se qualificar para esse mercado que anda tão concorrido, e que tenha ficado claro como funciona o fies . O fato dos juros serem baixos é que o destaca entre outros programas da educação, fazendo o FIES a melhor opção.

Dúvidas e sugestões podem deixar nos comentários, até a próxima!

Caixa Econômica Boleto FIES

Caixa Econômica FIESO Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, mais conhecido como Fies, que financia a graduação de estudantes matriculados em instituições não gratuitas e que não possuem condições de arcar com os custos. O valor dos juros do FIES é de apenas 3,4% ao ano, os benefícios são muitos e você garante os seus estudos sem dor de cabeça. O Fies possibilita você ter seu boleto FIES Caixa Econômica, e realizar o seu financiamento com toda a segurança e a comodidade poder visualizar os Fies boletos caixa, pela internet.

Caixa Econômica FIES

Você pode participar do FIES da Caixa Econômica se já estiver matriculado regularmente em curso de graduação em alguma instituição privada; se tiver obtido avaliação positiva no Sinaes, que é o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior e, por fim, se a sua instituição de ensino fizer parte do programa FIES.

Caixa Econômica FIES – Como Contratar

Para conseguir o financiamento estudantil pela Caixa, é necessária a assinatura de Contrato de Abertura de Crédito realizado por você, por um responsável legal, caso o estudante seja menor de 18 anos e não emancipado, conforme determina o novo Código Civil Brasileiro, em vigor desde 12/01/2003, fiadores e cônjuges dos fiadores com a Caixa.

A fase de utilização FIES da Caixa Econômica será durante todo o período de duração do curso, você pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$50,00 reais, referentes ao pagamento de juros boleto FIES Caixa Econômica, que são incidentes sobre o financiamento.

A fase de carência do FIES da Caixa inicia-se após a conclusão do curso e, você terá 18 meses de carência para recompor seu orçamento. Nesse período, você pagará, a cada três meses, um boleto do FIES Caixa no valor máximo de R$50,00 reais, referentes ao pagamento de juros incidentes sobre o financiamento.

Fase de amortização: encerrado o período de carência, o seu saldo devedor será parcelado em até três vezes o período financiado do curso, acrescido de 12 meses.

Boleto FIES Caixa Econômica

A Caixa é um dos Bancos que fazem FIES e oferece a praticidade de imprimir boleto FIES online. É fácil, prático e seguro, já que em alguns casos pode ocorrer o atraso na entrega do boleto FIES pelo correio, por isso, é interessante a impressão pelo site.

incrições FIES

Boleto Fies Vencido

O financiamento estudantil – Fies pode ser contratado através do Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal, em caso de boletos Fies vencidos o estudante deverá recorrer a instituição bancária escolhida. A opção pelo banco é de escolha do estudante e será feita na hora da inscrição no programa.

Boleto Fies Vencido

Em caso de boleto Fies vencido, é possível emitir uma segunda via, porém o aluno deve resolver o problema com rapidez, pois a falta de pagamento dos boletos podem acabar gerando um cancelamento do financiamento por parte do banco. Todos os boletos pagos devem ser guardados, em caso de falhas no sistema você terá como comprovar o pagamento do boleto Fies.

Atualizar Boleto do Fies Vencido

A segunda via do boleto  Fies vencido online é fácil e rápido, você precisa de entrar no site do Fies da Caixa online e colocar o número do seu CPF e a sua senha. Caso você não seja registrado, faça seu cadastro para imprimir boleto Fies vencido através do site. É possível emitir uma segunda via de boleto Fies em atraso, já que o sistema informa todos os boletos vencidos e os boletos que ainda irão vencer.Caso seja de sua preferencia, também poderá pagar o boleto Fies vencido através do banco.

Inscrições FIES

As inscrições para o Fies podem ser feitas em qualquer época do ano pelo próprio site do programa. Os alunos podem solicitar o benefício do Fies em qualquer época do ano, com financiamentos de 50%, 75% ou até mesmo 100% do valor da mensalidade do curso.

fies

Os candidatos para o Fies que têm 60% ou mais da renda familiar mensal bruta per capita comprometida com a mensalidade podem pedir financiamento total do Fies de 100%. Para os estudantes com comprometimento de renda igual ou superior a 40% e inferior a 60% podem pedir financiamento de 75%. Já alunos com comprometimento de renda igual ou superior a 20% e inferior a 40% podem financiar 50% da mensalidade.

Como Funciona o FIES

FIES - Como Funciona